sábado, 16 de fevereiro de 2008

Meu amigo Bin!!!



















Pra dar continuidade ao assunto anterior, tava pensando com os meus botões...

Creio que não há mal nenhum em pensar, apesar de saber que o pensamento tem uma força tão grande quanto os músculos do Mike Tyson... Mas bem que o ataque do 11 de setembro poderia ter sido em Brasília. Sei que existem pessoas boas.. em todo lugar existem pessoas boas... Ora, até nas favelas da minha Cidade Maravilhosa tem...

Tá certo que não morro de paixão pelos americanos, ou melhor, norte-americanos. E nem assim consigo entender o porque que em todo o mundo chamam os norte americanos de americanos. Po!!!! Se for assim, eu também sou americana.. Sul-Americana.

O fato é que eu não aguento mais ver tanta coisa me desagradando. Imposto, os quais somos impostos a pagar, a saúde que é uma droga, a polícia que não policia nada (isso em qualquer lugar do Brasil), os políticos que prometem, prometem, mas na verdade fazem parte da política da boa vizinhança... e na hora do vamos ver fazem tuuuuuudo ao contrário!

Acho que vou trazer o Michael Moore pra fazer uns comentários sobre a política do Brasil.. O que será que ele retrataria deste simples país rico? Será que você pode me dizer?
Pra isto só nos resta falar uma coisa, Bin!!! Aqui tem mais duas torres!!!



5 comentários:

Bruna França disse...

dona clarissa,
eu adoro seu humor negro, parece c o meu

Beto Padovani disse...

Se o Michel Moore fizesse um documentário nas favelas iria para o forno! Hehehehehehe!

Amanda disse...

Clarissa, acredito que se ele tentasse fazer um documentário não chegaria a concluir o projeto por falta de verbas. É tanta coisa errada pra retratar que ele precisaria de um orçamento hollywoodiano hehhe. Sad but true!

Arthurius Maximus disse...

De preferência faria uma convocação para a votação de um aumento de salário na câmara e no senado, assim, o maior número possível de parlamentares estariam no prédio. Jogaria logo três aviões-tanque repletos de combustível e cheios de velas acesas (que é pra não ter escapatória mesmo)

Bruna França disse...

vamos chamar o mister bin!